arrow


  • 16 ABR

    AFINAL, CHOCOLATE É DO BEM?

    chocolate

    O dia de comer muito chocolate está chegando, junto a ele, a satisfação e a culpa. Por isso, saiba o que é bom e como evitar os malefícios no chocolate.
    O chocolate é um alimento que possui muitos benefícios. Porém, sabemos que tudo que comemos muito, irá fazer mal a nossa saúde. Com o chocolate não é diferente: a quantidade é o grande problema.
    O chocolate é uma fonte de vitaminas, possui componentes antioxidantes, alivia a tensão da TPM, e ainda pode ser um alimento que melhora a libido. Mas não são só benefícios. Vamos conhecer mais sobre os chocolates.

    Benefícios
    Deve ser consumido até 50g por dia.
    > Considerado o hormônio da paixão, porque estimula o cérebro, dando prazer e euforia;
    > Alivia a TPM, pois age como um antidepressivo;
    >Atua como antienvelhecimento;
    > Diminui riscos de doenças do coração;
    > Possui vitaminas: A, B, C, D, magnésio, manganês, potássio, sódio, ferro, flúor e fósforo;
    >Ajuda a diminuir os níveis de LDL (o mau colesterol) no sangue.

    Malefícios
    Se passar de 50g por dia, chegam os problemas imediatos ou tardios:
    > Aumenta a glicemia;
    >Aumenta o nível de gordura no sangue;
    > Irrita o estômago e a mucosa do intestino;
    > Causa sensação de estar de estômago cheio;
    > Causa irritação da pele;
    > Taquicardia leve e agitação;
    > Enxaqueca;
    >Engorda.

    No período de Páscoa precisamos ficar atentos ao consumo exagerado que pode gerar complicações com a saúde, como alergias, diarreias, dores de cabeça, ganho de peso, além de agitação devido à presença de cafeína. Segundo o cardiologista Daniel Magnoni, pessoas que sofrem de gastrite ou possuem pré-disposição para a doença devem evitar o consumo excessivo de chocolate. Além do aumento de peso, o consumo excessivo pode provocar taquicardia leve, já que possui uma substância conhecida como xantinas, um estimulante alcaloide do mesmo grupo da cafeína.

    Quanto à quantidade de cacau
    Vendo os benefícios e malefícios, agora sabemos a quantidade certa de comer, sem que ela pese na consciência. Porém, ainda sabemos que existem vários tipos de chocolate: o amargo, o meio amargo e ao leite. Existem ainda os chocolates brancos, à base de soja, de alfarroba, entre outros.
    >O amargo é o melhor, ele é rico em cacau, fruto onde estão os principais benefícios do chocolate. Considerados funcionais, os produtos com 70% e 90% de cacau têm alto teor de antioxidantes e podem proteger contra doenças do coração.
    >Os chocolates meio amargos costumam ser menos calóricos porque têm menos açúcar, leite e gordura. Mas, de acordo com o cardiologista Daniel Magnoni, a quantidade destes ingredientes varia muito, então antes de escolher o meio amargo, preste atenção no rótulo para saber quantas calorias ele tem.
    >O ao leite, ainda conserva alguns benefícios, porém, eles estão reduzidos.
    >O branco é apenas manteiga de cacau, ou seja, apenas gordura, não possui massa de cacau em sua composição e não traz benefícios à saúde.

    Para ser considerado chocolate, o produto deve conter no mínimo 25% de cacau. De acordo com a Anvisa, o produto pode apresentar recheio, cobertura, formato e consistência variados. Mas muitos produtos vendidos hoje não contêm este teor e são vendidos como “barra sabor chocolate”.
    Sendo assim, o chocolate que já tiver mais que 25% de cacau, já é indicado para o consumo. Por isso, o puro cacau que conta com 70% de teor, é o melhor, para um consumo de 50g por dia.
    O chocolate tem em torno 6 calorias por grama, sendo assim, uma barrinha de apenas 100g, terá por volta de 600 calorias. Por isso, é bom tomar muito cuidado, principalmente com o ao leite, que possui gordura saturada por causa da lactose, e do branco que também é gordura. Os dois podem elevar os níveis de colesterol.
    É bom lembrar que o chocolate diet é mais calórico do que o chocolate ao leite. Apesar de não ter açúcar, o diet tem mais gordura.

    Substâncias benéficas do chocolate

    Manteiga de cacau: obtida das sementes da fruta, é uma gordura vegetal que contém antioxidantes. Esses antioxidantes combatem os radicais livres, responsáveis pelo entupimento das artérias. Além disso, a manteiga de cacau é rica em ácidos graxos saturados e insaturados, que servem para diminuir o colesterol total e os triglicerídeos e aumentar o colesterol bom (HDL).
    Por ser vegetal, a gordura da manteiga de cacau não contém colesterol e o porcentual de gordura saturada e insaturada em sua constituição está dentro das recomendações estabelecidas pela Associação Americana de Cardiologia (AHA).
    Para um chocolate derreter facilmente na boca, a quantidade de manteiga de cacau é determinante, porque seu ponto de fusão é a temperatura do corpo humano: quando entra em contato com o calor da boca, o chocolate derrete.

    Polifenois: são substâncias químicas presentes no chocolate e são antioxidantes e vasodilatadoras, que ajudam na redução da arteriosclerose.

    Alcaloides (cafeína e teobromina): são substâncias que estimulam o sistema nervoso, (os neurônios) melhorando o raciocínio, a concentração e proporcionam energia. O coração é beneficiado pela teobromina presente no chocolate, que por ser uma substância estimulante age não apenas no sistema nervoso central, mas também sobre o sistema muscular, favorecendo também o funcionamento do coração. Na Inglaterra, médicos usam o chocolate para tratar pacientes com Alzheimer. Segundo o cardiologista Daniel Magnoni, no Brasil o chocolate não é usado para tratar a doença.

    Flavonoide: essa substância presente na semente do cacau age como protetor cardiovascular. O flavonoide diminui a incidência e o desenvolvimento da arteriosclerose, endurecimento e espessamento da parede das artérias. Ela funciona como um filtro sanguíneo, que ajuda na redução da formação de placas de gordura e estimula os receptores do fígado na captação do colesterol ruim (LDL), transformando-o em substâncias benéficas para o bom funcionamento do coração.

    Feniletilamina: É um estimulante e antidepressivo similar, em composição e ação, à epinefrina e anfetaminas. Também estimula a produção de serotonina, substância cerebral que dá sensação de prazer e calma, associada à sensação de felicidade. Isso explica porque o bom chocolate tem características viciantes e de elevação do humor.

    Vicia?
    A média anual de consumo dos brasileiros é de 2,2kg de chocolate por pessoa. Existem os “chocólatras”, aquelas pessoas que possuem obsessão ao chocolate. Mas o chocolate não vicia. Segundo o endocrinologista Alfredo Halpern, algumas pessoas têm uma fissura pelo doce que pode ser comparada ao vício, mas jamais com dependência química.

    Agora que você já sabe um monte de coisas sobre o chocolate, vai poder consumi-lo sem medo, e ainda aproveitar  os benefícios que este alimento lhe fornece.

    CHOCOLATE 1

    http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2012/03/consumir-chocolate-diariamente-pode-fazer-bem-para-o-coracao.html
    http://www.copacabanarunners.net/tchoco.html
    http://minilua.com/10-mitos-verdades-chocolate/
    http://www.hiperativo.com/beneficios-maleficios-chocolate/

  • 10 ABR

    DICAS PARA ACERTAR NA TINTURA DO CABELO

    tintura-cabelo

    Mudar a cor do cabelo exige muito mais cuidados do que você imagina. Veja algumas informações essenciais antes de colorir os fios.
    Quem nunca tentou mudar a cor dos cabelos e acabou com um resultado completamente diferente do esperado? O motivo: "a cor natural do cabelo influencia no resultado. Tinturas são pigmentos que se somam aos que já existem nos fios e a cor final varia de acordo com o que já está ali", explica o especialista em colorimetria Tony Rodrigues, da Academia Ondina, de Campinas.

    A colorimetria é uma ciência que estuda como os pigmentos reagem nos fios dando origem às cores. É necessário até fazer contas para acertar no tom! Se você for adepta do tingimento dos fios em casa, é preciso ficar ainda mais atenta.

    Atenção: antes de passar qualquer tintura, teste em uma mecha da nuca para ver como a cor vai ficar no seu cabelo!

    Como escolher a tintura certa para você:

    Hena para fios bem escuros
    É um corante natural extraído das folhas de uma árvore indiana e colore temporariamente (começa a desbotar em 20 dias). É ideal para quem quer tons escuros, como o preto. "A desvantagem é que tem ácido tânico, que deixa o fio rígido e ressecado", diz o colorista Kenyo Hoffman.

    Tonalizante para tons suaves
    Como não contém amônia na fórmula, possui formulação menos agressiva e dura em média 45 dias nos fios. Mas saiba que esses produtos só escurecem e dão brilho. Se sua intenção é ficar loira, não são indicados. É uma boa para quem tem medo de transformações ousadas.

    Colorações para mudar de cor
    São todas aquelas que possuem amônia na fórmula, ativo responsável por abrir as cutículas e depositar pigmentos na parte interna do cabelo. Elas clareiam até quatro tons! Mais que isso, garota, será preciso usar descolorantes. Daí, se não tiver experiência, o melhor é ir ao salão!

    O que você precisa entender antes de tingir os fios:

    1- É essencial fazer o teste de mecha recomendado na embalagem das colorações.

    2- Tinturas clareiam até quatro tons de fios virgens. Mas não clareiam cabelo tingido, ok?

    3- Um kit de coloração possui uma quantidade suficiente para tingir cabelos curtos ou médios. Se tiver fios longos ou cabelo volumoso, o melhor é comprar pelo menos duas caixinhas.

    4- Quer cobrir fios brancos e usa tintura com reflexos? Então, misture sua coloração com uma de final zero. As duas tinturas devem ter o primeiro número igual e você deve usar a mesma medida para as duas.

    TONS

    O primeiro número que aparece na caixinha da tintura indica o tom base da cor. São oito os tons que o cabelo pode ter, do preto ao loiro claro. Esses números são os mesmos em todas as marcas.

    tintura-1

    tintura-2

    NUANCES

    O número que aparece depois do ponto indica a nuance da cor. Pode ser bege, dourado, acinzentado, vermelho, mate, acobreado, etc.

    Esses números têm significados diferentes de acordo com a marca. Então, é importante ler o nome da cor, pois ele vai especificar isso! Exemplo: Louro dourado

    ÁGUA OXIGENADA

    O volume da água oxigenada define quantos tons ela é capaz de clarear. E o tempo de ação com o descolorante determina o clareamento. Nem sempre a água oxigenada que vem com a tintura é a indicada para você. Veja abaixo como cada volume age para acertar na escolha.

    Volume        Ação                                                       Tempo de ação
    10               Escurece os fios com a tintura              Especificado na cx da tinta
    20               Clareia de um a dois tons                     De 45 a 50 minutos
    30               Clareia de dois a três tons                    De 45 a 50 minutos
    40               Clareia de três a quatro tons                De 45 a 50 minutos

    Atençãose seu cabelo for preto, talvez a água oxigenada clareie um tom a menos do que o esperado!

    COMO PASSAR A COLORAÇÃO

    A tintura deve ser aplicada no cabelo seco. Você deve estar há dois dias sem usar produtos sem enxágue nele. Siga as instruções que vêm na embalagem do produto sobre o seu tempo de ação.

    Quanto à forma de aplicar, divida todo o cabelo em três ou quatro partes, formando mechas não muito grossas, e siga as dicas de Tony Rodrigues:

    · Se for aplicar tintura escura ou do mesmo tom dos seus fios: comece aplicando pela parte da frente da cabeça. Isso porque a tinta age mais na região onde a aplicação começa e, se você iniciar pela nuca, corre o risco de a frente ficar desbotada.

    · Se for aplicar tinta mais clara: inicie a aplicação pela nuca. Assim, evita que a frente fique desbotada.

    · Se o cabelo for branco: comece por onde há maior concentração de fios brancos.

    Fonte:
    http://mdemulher.abril.com.br/cabelos/reportagem/tintura/4-dicas-acertar-tintura-cabelo-637328.shtml
    http://mdemulher.abril.com.br/cabelos/reportagem/tintura/manual-tintura-guia-rapido-voce-mudar-cor-seu-cabelo-777868.shtml?idan=i1

     

     

  • 09 ABR

    COMO ACELERAR SEU METABOLISMO

    metabolismo
    Boa parte das pessoas que luta contra os ponteiros da balança já culpou, ao menos uma vez, o metabolismo 'lento demais' pela dificuldade de emagrecer. De fato, algumas pessoas queimam calorias em um ritmo mais rápido do que outras. Saiba porque isso acontece e aprenda como é possível acelerar o metabolismo, eliminando mais calorias e mantendo a boa forma.

    O que é metabolismo?

    Metabolismo é o conjunto de transformações que os nutrientes e outras substâncias químicas sofrem no interior do nosso corpo. Isso produz energia suficiente para mantê-lo funcionando. Para que as pessoas mais leigas possam entender esse conceito, podemos dizer numa linguagem mais clara e objetiva que metabolismo é a taxa com que o corpo queima calorias para se manter vivo. O metabolismo divide-se em anabolismo (conjunto de reações que produzem compostos e substâncias a partir de componentes menores) e catabolismo (conjunto de reações que degradam as substâncias em componentes menores).

    Do total de energia gasto por uma pessoa em um dia, entre 60% e 70% são usados apenas nas funções vitais, como respirar, bater o coração, manter a temperatura corporal, etc. É o chamado metabolismo basal. Cerca de 10% a 12% do consumo de energia total são utilizados no gasto termogênico dos alimentos. Ou seja, a cota que o corpo precisa para processar o que se come, da mastigação até a absorção pelo organismo.

    O metabolismo é influenciado por inúmeros fatores, tais como genética, idade, peso, altura, sexo, temperatura ambiente, dieta e prática de exercícios. Dessa forma, existem pessoas que dependendo desses fatores, gastarão mais ou menos energia do que outras. É por isso que existem pessoas magras, que comem de tudo e não engordam de jeito nenhum, enquanto outros lutam para perder alguns quilos a mais.

    Fatores que afetam o metabolismo

    Cerca de 80% da taxa metabólica é determinada geneticamente, enquanto os outros 20% dependem de outros fatores que listamos a seguir. Você não pode mudar a genética, mas pode acelerar o seu metabolismo, observando esses fatores:

    1º) Tecido muscular - Quanto mais músculos você tem, maior e mais veloz é o gasto calórico, independente do seu nível de atividade, da sua idade, etc. Os músculos são tecido vivo e estão lá para trabalhar para você, queimando calorias 24hs por dia.

    2º) Alimentação - O excesso de açúcar, especialmente após a refeição, deve ser evitado, uma vez que a digestão de proteínas e gorduras fica prejudicada. O açúcar é digerido mais rapidamente, retardando a digestão de outros alimentos e enganando o cérebro, que sinaliza com mais fome em pouco tempo. Isso também vale para as farinhas de trigo brancas (refinadas) utilizadas no preparo de pães, bolos e massas. Os alimentos gordurosos também devem ser controlados, mas é importante não reduzi-los em demasia, uma vez que a deficiência desse nutriente diminui a produção de certos hormônios, levando à diminuição do metabolismo. Utilize em suas refeições gorduras que fazem bem para a saúde provenientes de nozes, castanhas, azeite de oliva e abacate.

    3º) Frequência das refeições - O tempo entre uma refeição e outra é muito importante. Quanto maior o tempo, mais lento é o seu metabolismo, pois ele diminui para poupar energia. Quando pulamos refeições, ficando muito tempo sem comer, o corpo procura obter a energia que precisa consumindo o seu próprio tecido muscular (catabolismo).

    4º) Atividade física - Praticar atividade física, combinando exercício aeróbico e ginástica localizada ou musculação acelera o metabolismo. Além disso, o exercício regular ajuda a transformar glicose e gordura em energia, sem a necessidade de produzir o hormônio insulina, que ajuda a engordar. É importante que a atividade física seja regular, para que haja uma ação metabólica contínua, e que a alimentação seja adequada ao gasto calórico.

    5º) Água -  A maioria das funções do corpo acontecem na presença de água. O líquido é fundamental para transportar hormônios, vitaminas e minerais, além de facilitar o trânsito intestinal e a eliminação de toxinas. A falta de água desacelera o metabolismo. Por isso, beba pelo menos 8-10 copos por dia.

    6º) Sexo - O metabolismo masculino é mais acelerado do que o feminino, pois os homens apresentam proporção maior de massa muscular e menor de gordura do que as mulheres. Por isso é importante que as mulheres não deixem de praticar uma atividade física, que ajude no desenvolvimento de massa muscular.

    7º) Idade - A partir dos 30 anos o metabolismo começa a ficar mais lento, contudo pesquisas indicam que isso ocorre pelo fato das pessoas tornarem-se mais sedentárias, o que acarreta uma perda gradual de massa muscular. Por isso, é importante que haja um controle alimentar e prática regular de atividade física.

    8º) Temperatura ambiente - Em dias mais frios, o corpo consome mais energia para se manter aquecido.

    Acelere o seu metabolismo

    Para acelerar o metabolismo é importante:
    >Fracionar as refeições 5-6 vezes ao dia (o organismo terá de trabalhar mais vezes para processar um maior número de refeições).
    >Comer devagar, mastigando bem os alimentos.
    >Reduzir o consumo de alimentos gordurosos e ricos em açúcar e farinhas refinadas. Alimentos ricos em fibras (grãos integrais, legumes, frutas e verduras) levam mais tempo para serem digeridos e por isso aceleram o metabolismo.
    >Exercícios. A prática de exercícios físicos, principalmente os aeróbicos (caminhada, corrida, natação, ciclismo, esteira, bicicleta, ajuda muito. A taxa metabólica aumenta 25% durante 12 a 15 horas após os exercícios aeróbicos intensos.
    >Não pular refeições e evitar dietas rígidas também ajuda a acelerar o metabolismo. Quando se faz uma dieta para emagrecer, o metabolismo basal fica com um gasto calórico menor como uma forma de defesa (reserva), e quanto menor a ingestão calórica diária, menor será o metabolismo, pois o organismo vai interpretar essa situação como uma ameaça.
    >Dieta equilibrada. A depressão do metabolismo basal com dietas sem orientação e/ou acompanhadas com inibidores de apetite leva o organismo a reagir com mecanismos de preservação de calorias e a consequência é a dificuldade de se perder gordura corporal, além do risco de desenvolvimento de cálculos na vesícula. Por isso, a dieta deve ser equilibrada do ponto de vista nutricional e as calorias oferecidas devem ser compatíveis com a necessidade individual de cada pessoa, caso contrário o programa de emagrecimento será um verdadeiro fracasso. O ideal é fazer de cinco a seis pequenas refeições diárias e reduzir a ingestão calórica, calculando uma perda de peso de até 500g por semana, de forma segura e com bons resultados a longo prazo.

    FONTE:
    http://www2.uol.com.br/vyaestelar/metabolismo.htm





BUSCA POR TAGS

saúde da mulher    dicas    higiene bucal    CICATRICURE    quem somos    história da Drogaria Nações   
1234567891011121314
QUADRADOvolta-as-aulassorrircococuidarcabeloverao_40viagem